• Simone Mior

Sozinha no mundo...


Ela chega para uma sessão de terapia. Eu olho para essa pessoa na minha frente; jovem, bonita, bem sucedida profissionalmente, casada, com carro e casa própria, aparentemente com todo o script que a sociedade capitalista impõe para sermos felizes. Penso, no que posso ser útil para essa pessoa….

A sessão começa, de forma tímida e reservada Ela fala um pouco de si. Com foco no estar sozinha no mundo. A princípio parece tudo “ normal”, aquela sensação de vazio, de solidão que todos nós sentimos um dia.

Porém, conforme avançamos no diálogo, conforme Ela sente-se a vontade para se expor mais, começa ficar nítido, claro, o quanto de dor, de perdas, de tristezas tem vivido. Qual carga de emoções tem carregado. Colocações se repetem: sou sozinha, não tenho ninguém; todos que amo vão embora; porque comigo?; minha vida poderia acabar hoje…. E Ela está aqui, diante de mim, buscando respostas, sentidos, orientações. Que mais posso fazer além de acolher com respeito e amorosidade; de ouvir seus lamentos com compaixão; de orientar seu olhar para dar novo significado ao passado e assim projetar um futuro.

Neste momento, não somos duas pessoas estranhas, somos dois seres humanos que se completam, Ela me apresenta uma vida sofrida, e eu lhe apresento o caminho para a compreensão do que se passou, para acolher em seu coração as dores e lutas de seus antepassados e “tomar” isso como energia, como força para viver. Um viver leve, digno, honrando os que vieram antes, os que partiram antes….

E assim acontece um renascimento. A pessoa que entrou nesta sala não existe mais. Está diante de mim outra ser, outra pessoa, outra mulher. Que consegue agora respirar, sorrir, sonhar. Uma mulher que agora consegue vislumbrar viver e não mais apenas existir. Seus olhos brilham; sua pele muda de tom; sua postura corporal mostra uma perspectiva nova, altiva, cheia de energia.

Ela estava pronta e entregue à passar pelo processo de compreensão, de transformação e de libertação.

E eu? Apenas agradeço por estar em seu caminho; por confiar em mim; por me permitir fazer a minha contribuição para sua vida.

E assim, nos despedimos, com um abraço solidário, amoroso. com um sorriso que mostra a vida nova que começa a partir daqui. E um até qualquer dia.

#Solidão #Medo #Transformação #Renascer

0 visualização
  • Facebook
  • Instagram

Simone Mior
Espaço Terapêutico

Runas da Praia
Rua 401, 45 Sl. 01
Centro - Balneário Camboriú - SC

(47) 99914-8052 .