Ganhos secundários, o que são?

11-Aug-2019

Parapsicicóloga Clínica

          Você já ouviu esse termo, ganhos secundários? Ou isso é totalmente novo para você?

        Mas tenho certeza que você conhece ou já conheceu alguém que se mantem em uma situação caótica, difícil, sofrida e você olha e pensa ou até diz: mas porque você não sai disso por que você não larga? Não muda?

 

       Isso pode ser tanto com questões de saúde (exemplo manter-se gordo), trabalho, relacionamento, amizades, moradia.... Por mais que seja dolorido fica ali, sofrendo, chorando, reclamando. Mas não faz um movimento para mudar, sair, alterar a situação. Fica esperando que um milagre aconteça sem a pessoa precisar mexer um fio de cabelo.

      Opa!! Você se identificou? Percebeu que você vive algo assim ou mais ou menos parecido? Calma! Respira! Vou lhe explicar porque isso acontece (com os outros.. porque com você é diferente...).

       Pensa nessa pessoa que você identificou no inicio do texto. Agora, observa o que ela ganha mantendo-se assim. Isso mesmo, o que ela ganha? Talvez seja manter o casamento, ou manter os filhos perto, ou continuar a não trabalhar porque “coitada é doente”, ou “tadinha ela é infeliz porque não consegue emagrecer” .... e assim vai crescendo a lista de desculpas, justificativas, lamentações..

       Importante colocar que quem está nessa situação sempre se coloca como vítima. Vítima do governo, da família, da alimentação, do mundo.  E, coloca as pessoas que convivem com ela na situação de “culpados”. Por mais que negue, que declare amar.

      Ok. Você pode estar pensando: está bem, entendi mas o que se pode fazer? Se sempre foi assim? Ou a vida toda foi assim?

     Te garanto que tem saída, tem “cura”.

1° passo: tomar consciência do que está acontecendo e de como tem vivido;

2° passo: sair do vitimíssimo e assumir a total responsabilidade sobre sua vida.

3° passo: acreditar que nascemos para ser feliz. A vida é para ser vivida.

4° passo: aceitar sua vulnerabilidade e buscar ajuda;

5° passo: querer e querer muito sair da zona de conforto doentia que viveu por muito tempo.

      Os passos são simples, mas não são fáceis. Por isso é um dia de cada vez. Comemorar pequenos avanços garantem energia para outros progressos.

Importante é começar hoje, agora, neste instante. E nunca mais parar. Persistir. Seguir.

Please reload

Posts em destaque

Escolhas...

23-Oct-2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

October 23, 2019